O primeiro-ministro José Sócrates finalizou este domingo uma curta visita à Venezuela, durante a qual foram assinados 19 novos acordos por 1.655,9 milhões de euros, em diversas áreas e para impulsionar a cooperação bilateral.

Os novos acordos foram assinados no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, e envolvem as empresas portuguesas Lena, Estaleiros Navais de Viana do Castelo, YouYsu, EDP, Janz, Efacec, Eip, Atral Cipan, Sovena, Vetagri, Montebravo, Sapropor, Primor, Conservas Ramirez, Cerealis e Cofaco.

O primeiro acordo assinado contempla a construção de 12.500 habitações sociais, a transferência de tecnologia para a criação de três fábricas móveis e estrutura de apoio para a construção civil.

Sócrates agradece a Chávez ajuda à Madeira

Durante a cerimónia no palácio presidencial de Miraflores, o presidente da Venezuela lançou um apelo aos empresários de Portugal:

«Permito-me enviar uma saudação a todos os empresários que estão lá, em Portugal, e que não têm ainda presença na Venezuela, por favor diga-lhes que venham», disse Hugo Chávez.
Redação / RL