As baixas no preço dos combustíveis podem ser significativas na abertura do novo ano. Mais na gasolina, por causa do fim do Adicional do Imposto Sobre Produtos Petrolíferos (ISP).

Embora alguns analistas apontem descidas entre os dois e os cinco cêntimos, menos no preço do gasóleo, porque não é contemplado com a descida de imposto, o facto é que será preciso esperar pelo fecho da negociação em Londres esta sexta-feira - e verificar qual o valor do barril de Brent (petróleo que serve de base às importações portuguesas), para se saber quanto pesa a matéria-prima no cálculo final.

Segundo apurou a TVI24, se o mercado fechasse neste momento a descida a partir da madrugada de segunda-feira seria de meio cêntimo na gasolina e dois cêntimos no gasóleo. Mas com a quebra de imposto de 3,7 cêntimos na gasolina, a partir de o dia 1 de janeiro (3 cêntimos no ISP e 0,7% no IVA), no total a descida de preço do litro de gasolina pode atingir quase 5 cêntimos na primeira semana de 2019.

Já o gasóleo pode descer os tais 2 cêntimos por litro.

Contas feitas, será o valor mais baixo em dois anos, para a gasolina. O preço da gasolina não sobe há 12 semanas consecutivas.

Se está perto de um destes postos, pode ainda beneficiar mais segunda-feira, já que aqui a Direção de Geral de Energia e Geologia verificou os preços mais baixos ao consumidor.