“É preciso fazer o ajustamento necessário [nos sistemas de pensões] e quanto mais cedo esse ajustamento for feito, mais suavemente será feito. Se este ajustamento for adiado, depois, vai exigir uma ação muito mais dramática”, afirmou o comissário europeu.