receber o documento no início de janeiro




só será tomada em maio de 2016

Dijsselbloem apontou que Centeno assegurou ao Eurogrupo que trará o documento "assim que possível, provavelmente no início de janeiro"


"Foi esse o calendário que acordámos".





"A Comissão avaliará se é possível fechar o procedimento por défice excessivo para Portugal em maio, uma vez que tenhamos dados validados do Eurostat (o gabinete oficial de estatísticas da UE) para 2015, e se as previsões económicas da primavera estimarem que o défice se manterá abaixo dos 3% em 2016 e 2017".