Terminou à meia-noite o prazo para o Governo português responder às dúvidas de Bruxelas sobre o orçamento do Estado para o próximo ano.

A Comissão Europeia diz ter dúvidas sobre a redução do défice estrutural em 0,6 pontos percentuais. Bruxelas acrescenta que as contas apresentadas podem não permitir alcançar o que foi  acordado e evitar sanções.

O primeiro ministro desvaloriza as dúvidas de Bruxelas sobre o Orçamento português.

António Costa diz que estas dúvidas não são complexas e  sublinha: será fácil obter luz verde da Comissão ao Orçamento já na práxima semana.

Redação / ALM