O Governo reúne-se, esta quinta-feira, em Conselho de Ministros e deverá decidir o levantamento do atual estado de emergência, que vigora até às 24:00 do dia 2 de maio. Tem sido adiantado que se passará do estado de emergência para estado de calamidade, impondo um regresso progressivo à normalidade. 

Esta quarta-feira foram já adiantadas algumas datas para a reabertura de algumas instituições ou o regresso de alguns serviços. 

4 de maio - Cabeleireiros, livrarias e stands de automóveis também vão poder reabrir ao público

As lojas com uma área até 200 metros quadrados podem reabrir na segunda-feira. Cabeleireiros, livrarias e stands de automóveis também têm autorização para reabrir ao público. A decisão foi anunciada esta quarta-feira pelo Governo aos parceiros sociais, durante a reunião da concertação social.

A data foi confirmada pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) . 

A partir de segunda-feira, todas as livrarias de rua podem abrir, e posso dizer que estão desejosas de o fazer. Nos centros comerciais não está de todo esclarecido, porque não sei quando abrem os centros comerciais e como se enquadra” a abertura de livrarias dentro desses espaços, afirmou João Alvim.

A única coisa que ainda não está esclarecida relativamente à reabertura das livrarias de rua é se vai haver condicionantes, como o uso de máscara, afirmou o responsável, defendendo que este “deveria ser obrigatório”.

Restaurantes e cafés devem, para já, ficar de fora.

18 de maio - Lojas até 400 metros, creches e escolas secundárias

O primeiro-ministro recebeu, esta quarta-feira, os partidos com assento parlamentar. No final da reunião em São Bento, o deputado do Chega, André Ventura, avançou que as creches reabrem no dia 18 de maio

VEJA TAMBÉM:

É também para 18 de maio que está apontado o regresso às aulas presenciais do Ensino Secundário. 

As lojas de rua entre os 200 e 400 metros também deverão reabrir neste dia.

Final de maio - Regresso da Liga profissional de Futebol

O deputado do Chega anunciou ainda o regresso do campeonato profissional de Futebol. Sem precisar uma data, André Ventura disse que a I Liga deveria regressar no final de maio. 

VEJA AINDA:

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, anunciou, esta quarta-feira, em entrevista à SIC Notícias, que os bares, discotecas e ginásios vão manter-se fechados durante o mês de maio.

Ao fim de uma quinzena poderemos avaliar se este levantamento gradual das restrições determinou ou não um aumento descontrolado do nível de propagação da pandemia. Se, de facto, formos tão disciplinados na circulação pública como temos sido no confinamento, se conseguirmos assimilar novos hábitos, conseguiremos então verificar se isso foi suficiente para manter a epidemia sob controlo. Em caso afirmativo, avança-se para a fase seguinte", explicou, adiantando, que o Governo não vai levantar todas as restrições no próximo mês.

1 de junho - Regresso do pré-escolar

O ensino pré-escolar deverá reabrir a 1 de junho. De acordo com o jornal Público, o primeiro-ministro justificou a abertura do pré-escolar nesta altura com a necessidades destas crianças fazerem o tempo de praia.

VEJA TAMBÉM:

Deverá ser também a 1 de junho que se procede à reabertura geral do comércio. 

  
Manuela Micael