Portugal é o primeiro país a disponibilizar o selo europeu de segurança covid-19, destinado a empresas e atividades do Turismo que garantam o cumprimento das medidas sanitárias e de segurança, indicou hoje o Governo.

Portugal é o primeiro país a disponibilizar o selo europeu de segurança covid-19 a partir de hoje, 01 de junho. Os aderentes passam, automaticamente, a poder utilizar a identidade visual do ‘European Tourism Covid-19 Safety Seal”, avançou, em comunicado, o Ministério da Economia e Transição Digital.

Este selo, criado pelo Comité Europeu de Normalização em parceria com a Comissão Europeia, é de caráter opcional e destinado a empresas e atividades do Turismo, que garantam o cumprimento das normas sanitárias e de segurança definidas pelas autoridades de saúde.

Os detentores do selo ‘Clean & Safe’ podem ter acesso direto ao logótipo europeu, através da plataforma digital portugalcleanandsafe.com

Este novo protocolo de saúde e segurança visa a reabertura segura do turismo, a tempo da época de verão, e a promoção da reputação da União Europeia como destino turístico de qualidade. Está devidamente articulado com os requisitos e procedimentos do selo nacional”, sublinhou.

Segundo os dados hoje divulgados pelo Ministério da Economia, até hoje contabilizaram-se 33.885 pessoas nas formações ‘Clean & Safe’.

O Turismo de Portugal realizou ainda 1.207 auditorias, tendo retirado, na sequência destas, 200 selos por incumprimento dos requisitos.

O selo ‘Clean & Safe’ foi criado em abril de 2020 e atualizado em maio de 2021.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.543.125 mortos no mundo, resultantes de mais de 170,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal morreram 17.025 pessoas dos 849.093 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde. 

. / RL