“O que se passa é que a procura externa líquida tem vindo a subtrair ao crescimento da procura interna – e subtraiu bastante no segundo trimestre. Mas pensamos que [no terceiro trimestre] terá melhorado, portanto terá tido um efeito real menos negativo”, explicou o António Ascensão Costa à Lusa.