A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu mais de 30 peças de vestuário e instaurou seis processos de contraordenação por incumprimento das regras de comercialização quanto aos artigos para crianças com cordões fixos ou deslizantes.

Em comunicado, a ASAE explica que realizou, nas últimas semanas, uma operação de norte a sul do país direcionada à verificação da segurança geral de produtos, em particular no domínio da segurança infantil, sobretudo em produtos de vestuário e artigos de puericultura.

Nesta operação, a Autoridade pretendia verificar produtos de vestuário para criança com cordões e fios deslizantes, como fatos de banho, blusões com capuz, saias com adornos e camisolas com capuz, e artigos como porta-chupetas.

Foram fiscalizados cerca de 122 operadores económicos, tendo sido instaurados seis processos de contraordenação.

O incumprimento, por parte dos produtores e ou distribuidores, das regras relativas à comercialização de artigos com cordões fixos e deslizantes colocados no mercado para crianças, designadamente no que se refere à indicação de informações obrigatórias, foram as principais infrações detetadas.

A ASAE apreendeu ainda 32 peças de vestuário, no valor estimado de 262,00 euros.

Agência Lusa / RL