Uma moeda digital baseada na popular série do Netflix Squid Game viu o seu valor cair para zero, após os criadores do token terem retirado cerca de 3,3 milhões de dólares aos investidores iniciais (aproximadamente 2,9 milhões de euros).

A SQUID, como é chamada, viu o seu preço disparar dos 30 dólares (25 euros) para os 2.861 (2.446 euros), em menos de 24 horas. Pouco tempo depois, os criadores anónimos do projeto retiraram todo o dinheiro dos investidores que tinham, esvaziando quase toda a liquidez da moeda do da corretora onde estava a ser comercializada.

Atualmente a moeda, que alegadamente foi criada para ser utilizada num novo jogo online baseada na popular série sul-coreana, está a ser comercializada por 0,0030 dólares, de acordo com o site CoinMarketCap.

O projeto, que não tem qualquer afiliação ao Netflix, já tinha feito soar vários alarmes na comunidade das criptomoedas, uma vez que permitia que os seus investidores comprassem a moeda, mas não a pudessem vender. Além disso, o site do projeto, entretanto já apagado, continha vários erros ortográficos e as páginas de Twitter e Telegram não permitiam respostas dos utilizadores.

Este esquema é conhecido no meio como um “rug pull” ou “puxar o tapete” e acontece quando os criadores de um projeto cripto abandonam-o, levando consigo o dinheiro de quem investiu nele. 

Este tipo de golpe tem sido utilizado com alguma frequência no espaço da finança descentralizada, também conhecida como DeFi, onde os utilizadores depositam fundos em contratos inteligentes, de forma a garantir liquidez na rede, recebendo em troca juros, num processo conhecido por staking.

As pessoas que desenvolvem a rede utilizam as chaves do contrato ou uma backdoor escondida no código para roubar os fundos, sempre que o projeto atinge um valor considerável.