A economia grega «encolheu» 7,5 por cento no quatro trimestre de 2011, um resultado pior do que o previsto e que coloca a Grécia no quinto ano consecutivo de recessão, comunicou o Instituto de Estatística daquele país.

«Segundo os dados não ajustados à sazonalidade indicam que, no quarto trimestre de 2011, o Produto Interno Bruto (PIB) diminuiu 7,5 por cento em comparação com o quarto trimestre de 2010», o que contrasta com uma queda de 7 por cento calculada na estimativa provisória, refere o Instituto de Estatística grego.

Com base em valores trimestrais, a economia grega caiu em 6,9 por cento em 2011. Inicialmente, as previsões apontavam para uma recessão de 5,5 por cento em 2011 e e de 2,8 por cento este ano, segundo previsões orçamentais.

O instituto grego refere igualmente que os preços aumentaram 2,1 por cento entre fevereiro de 2011 e fevereiro deste ano.

A taxa de inflação em janeiro foi de 2,3 por cento numa comparação anual.

Este anúncio foi feito no mesmo dia em que a Grécia garantiu uma troca de dívida «histórica», abrindo o caminho para um segundo resgate, urgente para salvar o país da falência e de uma nova crise na zona euro.

Os credores privados absorveram 95,7 por cento da dívida anterior.
Redação / LF