Um apagão geral no sistema informático da Direcção-Geral de Contribuições e Impostos está a impedir a cobrança de impostos desde segunda-feira, obrigando muitos contribuintes a voltar aos balcões das repartições de finanças noutra data, informou fonte sindical à Lusa.

«Nenhum programa informático da justiça tributária funciona desde segunda-feira, o que impede a cobrança de impostos, penhoras de bens e a venda de bens penhorados», disse o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI), Marcelo Castro.

Segundo o sindicalista, «há dois dias que não são cobrados impostos e isto está a criar uma pressão muito grande no público dado que os contribuintes dirigem-se às repartições de finanças e têm de voltar para trás por não ser possível satisfazer as sua necessidades».

Marcelo Castro adianta que ninguém sabe o motivo da falha, uma vez que os serviços apenas tinham sido informados de que iria ser feita manutenção no sistema informático durante o fim-de-semana.