As Euribor continuam a subir nos prazos mais longos. A taxa a 6 meses - a mais usada nos contratos de crédito à habitação em Portugal - aumentou esta terça-feira para 1,747%, enquanto a indexante a 12 meses escalou até 2,085%.

Ainda assim, a Euribor a três meses - que serve de referência nos empréstimos às empresas - ficou estável nos 1,540%.

Estas taxas seguem regularmente a taxa de juro de referência do Banco Central Europeu (BCE) e influenciam directamente a prestação da casa das famílias, bem como o custo dos empréstimos dos bancos às empresas.

Por isso, com o mês a chegar ao fim, é possível prever que a média das taxas Euribor vai subir em Agosto, o que significa que as prestações do crédito à habitação também vão aumentar. Quem vir a sua prestação revista em Setembro, com base na média de Agosto, vai notar um aumento da mensalidade a pagar ao banco.
Redação / CPS