É mais um ataque de phishing, uma expressão que começa a vulgarizar-se no léxico dos portugueses. Indivíduos ou empresas com fins ilícitos fazem-se passar por bancos ou outras entidades consideradas credíveis e mandam mensagens ou e-mails na tentativa de enganar os incautos e obter dados pessoais de natureza confidencial.

O Fisco já foi usado para alguns destes ataques e agora os malfeitores voltaram à carga. O Ministério das Finanças avisa por isso, num comunicado, os contribuintes para que estejam atentos e não se deixem enganar.

«Alguns utilizadores do Portal das Finanças têm recebido uma mensagem fraudulenta supostamente enviada pela Direcção-Geral dos Impostos (DGCI). Utilizando um texto falso, os autores desta mensagem podem tentar obter informações sensíveis ou comprometer em termos de segurança o computador de quem a recebe», alertam as Finanças.

«Esta mensagem é falsa e tem por objectivo a instalação de software malicioso na máquina de quem a recebeu por correio electrónico», acrescenta.

O software é instalado se o utilizador executar a ligação constante da mensagem. «Embora, aparentemente, o link esteja direccionado para o Portal das Finanças, a ligação é efectuada para outro domínio», explica.

As Finanças recomendam a quem receber a mensagem que a «apague de imediato, não seguindo qualquer indicação nela constante».

O caso já foi reportado às autoridades e está a ser investigado.
Redação / PGM