Afinal os prémios literários, artísticos e científicos vão continuar isentos de IRS, independentemente do valor.

A possibilidade chegou a constar de uma versão preliminar da proposta de Orçamento do Estado para 2011, mas acabou por desaparecer na versão entregue esta sexta-feira pelo ministro das Finanças no Parlamento.

Conheça todas as novidades do Orçamento do Estado 2011

Na versão preliminar, os prémios passariam a ser tributados em sede de IRS sempre que o seu valor ultrapassasse o equivalente a 10 indexantes de apoios sociais, que são de 419,2 euros.

Do mesmo modo, também as bolsas desportivas estiveram para ser tributadas, quando ultrapassassem cinco IAS, mas também essa medida desapareceu.

Conheça todas as novidades do Orçamento do Estado 2011
Redação / PGM