Os combustíveis mantêm a tendência de subida. Abastecer o depósito voltou a ficar mais caro esta semana, quer seja de gasolina, quer seja de gasóleo.

De acordo com os dados disponíveis no site da Direcção Geral de Energia e Geologia, os preços dos dois combustíveis aumentaram esta semana nas três grandes petrolíferas a operar em Portugal: Galp, BP e Repsol.

No caso da petrolífera portuguesa, a gasolina sem chumbo de 95 octanas custa agra 1,499 euros por litro, mais 1,5 cêntimos que na semana passada. Já o preço de referência para o gasóleo está agora nos 1,289 euros por litro, o que revela um aumento de 2,5 cêntimos.

Também os preços de referência da BP traduzem aumentos. A gasolina sem chumbo de 95 octanas está nos 1,499 euros, mais dois cêntimos, e o gasóleo nos 1,284 euros, mais 2,5 cêntimos.

Já a Repsol, cobra agora 1,489 euros por cada litro de gasolina sem chumbo de 95 octanas, um preço que está 1,4 cêntimos acima do que era praticado na semana passada. No gasóleo, o preço é agora de 1,275 euros por litro, mais dois cêntimos.

Os preços de referência são praticados nos principais postos de cada marca, embora seja possível, em gasolineiras de uma mesma marca, encontrar preços mais altos ou mais baixos que estes valores. Os preços actuais dos combustíveis estão agora praticamente ao mesmo nível que atingiram no Verão de 2008, quando o barril de crude atingiu um pico de quase 150 dólares.

A subida dos preços dos combustíveis nesta semana reflecte o aumento do petróleo e sobretudo dos derivados nos mercados internacionais nos últimos dias. O Brent do Mar do Norte, negociado no IPE londrino, que serve de referência para as importações portuguesas, tem andado a rondar os 94 dólares por barril. Esta quarta-feira quota nos 93,94 dólares, com uma queda de 0,44 dólares, mas já tocou nos 94,38 dólares.

De acordo com dados da Bloomberg, o preço da gasolina subiu 4,73% na semana passada, enquanto que o do gasóleo aumentou 3,02%.
Redação / PGM