O Fundo Monetário Internacional (FMI) recomendou esta sexta-feira aos governos que comecem a preparar programas de estímulo fiscal para 2010 porque a crise vai ser mais prolongada que o previsto.

«Vai demorar até que o crescimento significativo volte ao nível normal, pelo que, temos que fazer com que os estímulos fiscais durem bastante», alertou Olivier Blanchard, o economista chefe do FMI.

O responsável sublinhou ainda a importância de estabilizar as contas dos bancos.
Redação / LF