O presidente da Comissão Europeia acredita que, depois de o primeiro pacote de resgate à Grécia ter falhado, o novo plano de ajuda internacional, aprovado esta madrugada pelo Eurogrupo, vai resultar. Garantias? «As pessoas aprendem com os erros».

Durão Barroso, que falava aos jornalistas em Bruxelas, disse que o acordo sobre um segundo programa de assistência à Grécia é «um passo em frente fundamental» para o país e a Zona Euro.

Questionado pelos jornalistas sobre o que o levava a ter confiança neste segundo resgate, depois do falhanço do primeiro, José Manuel Durão Barroso disse que «as pessoas aprendem com os erros. Mal de nós se não aprendessem».

Acrescentou que o acordo atingido pelo Eurogrupo esta madrugada fecha a porta a «um processo de falência descontrolada» e disse estar «consciente da carga pesada que o povo grego tem carregado e dos enormes esforços que tem feito». Mas, reiterou, as medidas tomadas são essenciais.

«Não há alternativa à consolidação orçamental e às reformas estruturais na Grécia», disse, numa conferência de imprensa.

O segundo programa «irá intensificar as ambiciosas reformas estruturais em curso», acrescentou, felicitando os ministros das Finanças da zona euro por terem tomado «a decisão correta para a Grécia e para a Europa».

O Eurogrupo aprovou esta madrugada, no final de uma longa reunião, o segundo resgate da Grécia e o perdão parcial da dívida grega.
Redação / PGM