Os combustíveis estão esta sexta-feira com os preços mais altos dos últimos quatro meses mas, segundo o Jornal de Negócios, há margem para uma descida de um cêntimo no preço do gasóleo. 

Gasolina e gasóleo já “recuperaram” para valores de há quatro meses, antes de o país entrar no estado de emergência - a 20 de março - devido à pandemia Covid-19.

No caso da gasolina, segundo dados da Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE), o Preço de Venda ao Público (PVP) era de 1,444 euros por litro a 17 de março, o mesmo valor desta sexta-feira. Desde o início do estado de emergência, o preço subiu 2,7 cêntimos por litro.

Este ano, e de acordo com a ENSE, o valor mais elevado no PVP deste combustível foi atingido a 8 de janeiro – 1,576 euros por litro.

Já o PVP do gasóleo, não estava tão alto desde 23 de março (1,279 euros por litro) e esta sexta-feira vale 1,269 euros por litro. Desde o início do estado de emergência subiu 1,1 cêntimo por litro.

Este ano, e de acordo com a ENSE, o valor mais elevado no PVP deste combustível foi atingido logo a 16 e 17 de janeiro – 1,469 euros por litro.

combustuves esta em maxismo de 4 meses ma segundo o jronal de negocios 

combusteves esta sexta-feira valor masi alto dos ultimos 4 meses. de acordo com jronal de negócios pode haver margem para uma descida de um centiomo na proxima segundafeira


O preço dos combustíveis continua a subir e a tendência para a próxima segunda-feira, se nada se alterar, será a mesma.

Alda Martins / atualizada às 17:00 mediante evolução do preço dos combustíveis