Seja em número ou montante, o crédito ao consumo que os portugueses pediram em abril caiu significativamente face a março, mas, sobretudo, em relação a abril.

Os dados revelados hoje pela Banco de Portugal mostram que ao nível do crédito pessoal a quebra varia entre 51,8% e 96,6% consoante seja para Outros Créditos Pessoais (sem finalidade específica, lar, consolidado e outras finalidades ou Finalidade Educação, Saúde, Energias Renováveis e Locação Financeira de Equipamentos, respetivamente. No segundo quadro conseguimos ver que os montantes pedidos também são mais baixos.

Também no que toca ao crédito para comprar carro ou à utilização de cartões, as descidas de novos contratos são significativas e sempre superiores a 50% na comparação com abril de 2019. Seja, em montante ou número de novos contratos de crédito.

No conjunto, houve menos 62,8% de novos contratos de crédito em abril. Num total de 203 milhões de euros, contra os 564,5 milhões de euros de abril de 2019.

Número de novos contratos de crédito aos consumidores

Tipo de contrato de crédito Número de contratos (P)

Abr 2019

Mar 2020

Abr 2020

Abr 2020 /

Mar 2020 (%)

Abr 2020 /

Abr 2019 (%)

Crédito pessoal Finalidade Educação, Saúde, Energias Renováveis e Locação Financeira de Equipamentos 2194 1463 75 -94,9% -96,6%
Outros Créditos Pessoais (sem finalidade específica, lar, consolidado e outras finalidades) 35351 34132 17030 -50,1% -51,8%
Crédito automóvel Locação Financeira ou ALD: novos 861 742 252 -66,0% -70,7%
Locação Financeira ou ALD: usados 364 271

119

-56,1% -67,3%
Com reserva de propriedade e outros: novos 3504 3060 869 -71,6% -75,2%
Com reserva de propriedade e outros: usados 11783 10166 3661 -64,0% -68,9%
Cartões de crédito, Linhas de crédito, Contas correntes bancárias e Facilidades de descoberto (1) 62734 54126 21440 -60,4% -65,8%
Total 116791 103960 43446 -58,2% -62,8%

P - Valores provisórios

(1) As facilidades de descoberto incluem apenas os contratos de crédito sob a forma de facilidade de descoberto com prazo de reembolso superior a um mês.
 

Montante dos novos contratos de crédito aos consumidores

Tipo de contrato de crédito Montante contratado (P) (milhares de euros)

Abr 2019

Mar 2020

Abr 2020

Abr 2020 /

Mar 2020 (%)

Abr 2020 /

Abr 2019 (%)

Crédito pessoal Finalidade Educação, Saúde, Energias Renováveis e Locação Financeira de Equipamentos 7984 5925 955 -83,9% -88,0%
Outros Créditos Pessoais (sem finalidade específica, lar, consolidado e outras finalidades) 246616 259735 97920 -62,3% -60,3%
Crédito automóvel Locação Financeira ou ALD: novos 24658 24286 8455 -65,2% -65,7%
Locação Financeira ou ALD: usados 8729 6680 2548 -61,9% -70,8%
Com reserva de propriedade e outros: novos 47964 44625 12206 -72,6% -74,6%
Com reserva de propriedade e outros: usados 150348 132550 48012 -63,8% -68,1%
Cartões de crédito, Linhas de crédito, Contas correntes bancárias e Facilidades de descoberto (1) (2) 78200 77797 32970 -57,6% -57,8%
Total 564499 551598 203066 -63,2% -64,0%

P - Valores provisórios

(1) As facilidades de descoberto incluem apenas os contratos de crédito sob a forma de facilidade de descoberto com prazo de reembolso superior a um mês.

(2) O montante de crédito refere-se ao limite máximo de crédito colocado à disposição do cliente (plafond) e não ao montante de crédito efetivamente utilizado.

As instituições de crédito reportam mensalmente ao Banco de Portugal informação sobre os contratos de crédito aos consumidores celebrados no mês anterior (ao abrigo da Instrução n.º 14/2013). Esta informação refere-se a novos contratos de crédito abrangidos pelo regime do crédito aos consumidores (Decreto-Lei n.º 133/2009).

Os valores apresentados eferem-se ao mês para o qual o Banco de Portugal dispõe de informação mais recente e a variação homóloga com o ano anterior. Estes valores são provisórios e sujeitos a revisões. A informação é atualizada no dia 15 de cada mês ou no dia útil seguinte.

 
/ ALM