Gota a gota o preço dos combustíveis já registou aumentos significativos desde o fim do estado de emergência, a 2 de maio, mas está muito longe dos valores no início do ano.

De acordo com os valores divulgados no site da Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE), entre 1 de maio, sexta-feira, e esta sexta-feira, 28 de agosto, o Preço de Venda ao Público da gasolina subiu 11,6% por litro de 1,287 euros para 1,436 euros.

O caso do litro de gasóleo, a subida é menos acentuada, mas também significativa: 8%, de 1,175 para 1,27 euros por litro.

Face ao dia 21 de agosto, a gasolina não registou mexidas de preço. E no gasóleo a subida não foi significativa.

Contas feitas, os preços de venda ao público dos dois combustíveis já estão ao níveis de março, pré estado de emergência, mas ainda não atingiram o valor que tinham no início de 2020. Em janeiro o litro de gasolina chegou a custar 1,577 euros (+7% que atualmente) o de gasóleo 1,472 euros (+11% que atualmente).

Se a tendência das últimas semanas se mantiver, não são esperadas grandes oscilações de preços esta segunda-feira, face a sexta-feira passada.

NOTA: os Preços de Venda ao Público revelados pela ENSE são os registados pelos postos junto do B alcão Único desta entidade e são os valores para o Gasóleo Simples e para a Gasolina Simples 95.

Alda Martins