Já seria esperado, mas com os números à frente torna-se real. Os pedidos de novos créditos e os valores contratados dispararam desde maio, de acordo com os dados do Banco de Portugal divulgados hoje.

Pelos quadros da instituição, no que toca ao número de contratos é visível a queda face a junho de 2019 - 27,9% - o que pode revelar a perda de confiança na atual situação que tem vindo a retrair o crédito. Mas o tema muda de figura quando comparamos junho com o mês de maio, que já pode refletir situações relacionadas com a atual crise económica.  No crédito pessoal com Finalidade Educação, Saúde, Energias Renováveis e Locação Financeira de Equipamentos a subida é de 157,9%. Também passa o crescimento de 100%, para 3.929 contratos, o crédito automóvel na vertente Com reserva de propriedade e outros: novos.

Número de novos contratos de crédito aos consumidores

Tipo de contrato de crédito Número de contratos (P)

Jun 

2019

Mai 

2020

Jun 

2020

Jun 2020 /

Mai 2020 (%)

Jun 2020 /

Jun 2019 (%)

Crédito pessoal Finalidade Educação, Saúde, Energias Renováveis e Locação Financeira de Equipamentos 2.002 406 1.047 157,9% -47,7%
Outros Créditos Pessoais (sem finalidade específica, lar, consolidado e outras finalidades) 35.642 21.779 24.006 10,2% -32,6%
Crédito automóvel Locação Financeira ou ALD: novos 826 340 562 65,3% -32,0%
Locação Financeira ou ALD: usados 301 161

306

90,1% 1,7%
Com reserva de propriedade e outros: novos 3.927 1.892 3.929 107,7% 0,1%
Com reserva de propriedade e outros: usados 11.068 7.460 11.595 55,4% 4,8%
Cartões de crédito, Linhas de crédito, Contas correntes bancárias e Facilidades de descoberto (1) 61.870 30.620 41.918 36,9% -32,2%
Total 115.636 62.658 83.363 33,0% -27,9%

P - Valores provisórios

(1) As facilidades de descoberto incluem apenas os contratos de crédito sob a forma de facilidade de descoberto com prazo de reembolso superior a um mês.
 

Um cenário idêntico quando chega ao valor dos novos créditos contratados. Uma subida de 40,4% para 420, 4 milhões de euros em junho, face a maio. O que contrata com a queba em termos homólogos - 26,4%. O crédiro pessoal e automóvel são em montante os que mais crescem, mas uma vez nas vertentes já mencionadas.

Montante dos novos contratos de crédito aos consumidores

Tipo de contrato de crédito Montante contratado (P) (milhares de euros)

Jun 

2019

Mai 

2020

Jun 

2020

Jun 2020 /

Mai 2020 (%)

Jun 2020 /

Jun 2019 (%)

Crédito pessoal Finalidade Educação, Saúde, Energias Renováveis e Locação Financeira de Equipamentos 7.647 2.315 4.935 113,2% -35,5%
Outros Créditos Pessoais (sem finalidade específica, lar, consolidado e outras finalidades) 260.675 121.435 139.244 14,7% -46,6%
Crédito automóvel Locação Financeira ou ALD: novos 24.029 11.371 17.748 56,1% -26,1%
Locação Financeira ou ALD: usados 6.852 3.947 7.272 84,2% 6,1%
Com reserva de propriedade e outros: novos 52.852 23.115 47.701 106,4% -9,7%
Com reserva de propriedade e outros: usados 142.681 95.726 148.747 55,4% 4,3%
Cartões de crédito, Linhas de crédito, Contas correntes bancárias e Facilidades de descoberto (1) (2) 76.332 41.453 54.714 32,0% -28,3%
Total 571.068 299.362 420.361 40,4% -26,4%

P - Valores provisórios

(1) As facilidades de descoberto incluem apenas os contratos de crédito sob a forma de facilidade de descoberto com prazo de reembolso superior a um mês.

(2) O montante de crédito refere-se ao limite máximo de crédito colocado à disposição do cliente (plafond) e não ao montante de crédito efetivamente utilizado.

As instituições de crédito reportam mensalmente ao Banco de Portugal informação sobre os novos contratos de crédito aos consumidores (abrangidos pelo regime de crédito aos consumidores – Decreto-Lei n.º 133/2009) celebrados no mês anterior.

O Banco de Portugal divulga no dia 15 de cada mês ou no dia útil seguinte os valores mais recentes de que dispõe relativos à evolução dos novos créditos aos consumidores. "Estes valores são provisórios e sujeitos a revisões", alerta ainda a instituição.

/ ALM