A Santa Casa vai mesmo entrar no capital do Montepio, mas o valor é de 75 mil euros. O negócio vai ficar fechado na sexta-feira, dia em que as misericórdias e as restantes entidades interessadas formalizam a entrada no capital do banco.

O Governo já tinha dado o aval, a associação mutualista dona do banco dá o "ok final" na assembleia geral desta quinta-feira e o negócio é formalizado no dia seguinte.

É a formalização de um contrato de aquisição de uma parte do capital da Caixa Económica Montepio Geral, por um conjunto de instituições, em que se inclui a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. (…) Estamos a apontar para um valor em volta dos 75 mil euros”, disse à TVI Edmundo Martinho, provedor da Santa Casa.

Mas se a intenção do Montepio era alienar 2% do capital, os valores ficam bem aquém dos que foram projetados ao longo de seis meses de avanços e recuos. Uma participação de até 10% passou para 1% e 200 milhões emagreceram para 20 milhões e afinal são 75 mil euros,

Este valor é a parte que corresponde à Santa Casa, que é quem vai por mais dinheiro no banco, já que as outras entidades não devem investir mais de 20 mil euros cada uma.

Está ainda por definir se a Santa Casa vai fazer parte do conselho de administração do Montepio. Diz o provedor que a decisão está nas mãos da dona do banco.