O Programa Operacional Inclusão Social e Emprego abriu as candidaturas para os concursos Vida Ativa para Desempregados e Vida Ativa para Desempregados de Longa Duração, num montante global de 70 milhões de euros.

O objetivo dos programas é o de melhorar a empregabilidade da população ativa e promover competências a grupos potencialmente vulneráveis, de acordo com a informação divulgada esta quarta-feira.

Com um montante que ascende até 20 milhões de euros para uma meta de 138.000 participantes desempregados, as candidaturas para o concurso Vida Ativa para Desempregados têm como destinatários os desempregados inscritos nos centros do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) que se encontram mais próximos do reingresso ao mercado de trabalho, com habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário.

Já o concurso Vida Ativa para Desempregados de Longa Duração conta com cerca de 50 milhões de euros para uma meta de 294.000 participantes desempregados e tem como destinatários os desempregados inscritos nos centros do IEFP que se encontram mais afastados do reingresso no mercado de trabalho, com habilitações inferiores ao ensino secundário.

Estes concursos são promovidos pelo IEFP, através da sua rede de Centros de Gestão Direta e Participada e cofinanciados pelo PO ISE.

O período de apresentação de candidaturas decorre até o dia 28 de outubro e devem ser efetuadas através do formulário eletrónico no Balcão do Portugal 2020 (Balcão 2020) em www.portugal2020.pt.

/ HCL