A Faurecia, fornecedora da Autoeuropa, vai avançar com um despedimento coletivo de 69 pessoas, em vez das 92 inicialmente previstas, anunciou a comissão de trabalhadores da empresa, em comunicado.

Das negociações entre a comissão e a direção da Faurecia resultou «a redução do numero de trabalhadores (abrangidos pelo despedimento coletivo) de 92 para 69, os quais estão hoje a ser informados pela direção da fábrica», refere o documento.

Quanto aos 23 funcionários que deixaram de constar da lista de despedimento coletivo, «alguns ficam na empresa, outros são colocados noutras empresas do grupo faurecia no estrangeiro. Pelo menos, mantêm o seu posto de trabalho», explicou o coordenador da comissão de trabalhadores da Faurecia, Daniel Bernardino, à TVI24.

A comissão de trabalhadores chegou a acordo quanto às compensações (indemnizações) a serem atribuídas aos trabalhadores abrangidos pelo despedimento em um salário e meio por cada ano de antiguidade.

«Este não era o desfecho que a comissão de trabalhadores pretendia, dado que a sua principal prioridade nas propostas apresentadas estava prevista a negociação para colocar trabalhadores em lay-off, o que a empresa não aceitou», lamenta.

A comissão de trabalhadores marcou um plenário com os trabalhadores para o próximo dia 17 de Janeiro às 7h e às 15h.
Redação