"Dado o sucesso conseguido com as três anteriores edições do programa, que superou as expectativas, decidimos alocar 1,5 milhões de euros para atingir cerca de duas mil pessoas", indicou o ministro.

"Hoje o Algarve tem um cenário do ponto de vista do emprego bastante diferente do que tinha há um ano e meio atrás, uma região onde o desemprego chegou a ultrapassar os 20%, mas está neste momento aos níveis de 2009, o que é o reflexo de um esforço do trabalho feito", destacou.