A Procter & Gamble (P&G) vai cortar cerca de 150 postos de trabalho em Portugal e Espanha, na sequência da incorporação da empresa de higiene Arbora & Ausonia (A&A) na sua estrutura, avança a Reuters.

O grupo adquiriu 100% do capital da A&A no ano passado, quando a Agrolimen decidiu vender a sua posição de 50% no capital daquela empresa.

O plano de redução de pessoal vai focar-se nos 300 empregados da A&A nos escritórios de Barcelona e Lisboa e nas suas redes comerciais. Destes, a empresa espera conseguir colocar 150, dispensando os outros 150.

A P&G tinha já anunciado que pretendia reduzir milhares de trabalhadores a nível mundial, no âmbito do seu plano de corte de custos.
Redação / PGM