«É composta por um algoritmo que analisa vídeos e imagens e consegue interpretar o conteúdo e escolher o melhor local dentro do conteúdo para inserir um anúncio publicitário, onde não perturbe a visualização. É um algoritmo inteligente, que depois será interativo, quando integrado no ambiente de um cliente».





«É a nossa primeira ida aos EUA e logo na fase final de um concurso de startups. Os concorrentes são diversos e a competição é abrangente, mas a EyeSee é a única ligada ao negócio da publicidade digital, pode ser uma vantagem».