A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) propôs, esta quarta-feira, um aumento de 0,8% nas tarifas de gás natural para os clientes finais do mercado regulado, a partir de outubro e até setembro de 2022.

Em comunicado, o regulador indicou que os preços de venda de gás natural “a clientes finais do mercado regulado com consumos inferiores ou iguais a 10.000 m3/ano [metros cúbicos por ano” apresentam uma variação de 0,8% a partir de outubro.

Apesar da redução da tarifa de acesso às redes, perspetiva-se uma subida no custo de aprovisionamento do gás natural, o que justifica o acréscimo nas tarifas transitórias de venda a clientes finais”, apontou a ERSE.

A documentação que sustenta a proposta tarifária da ERSE para o período de 01 de outubro de 2021 a 30 de setembro de 2022 é submetida a parecer do Conselho Tarifário (CT) e a consulta de algumas entidades.

O CT deve emitir o seu parecer em 30 dias, cabendo depois ao regulador tomar a decisão final até 01 de junho.

/ NM