A dívida pública, na ótica de Maastricht, que conta para Bruxelas, aumentou 1,1 mil milhões de euros entre fevereiro e março, situando-se nos 250,4 mil milhões de euros, divulgou hoje o Banco de Portugal (BdP).

Para este aumento, o terceiro consecutivo desde o início do ano, "contribuiu essencialmente o acréscimo dos títulos de dívida", sinaliza o BdP.

Em causa estiveram, entre outras operações, as idas ao mercado por parte da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública - IGCP. Em março, a agência que gere a dívida pública emitiu duas linhas de Obrigações do Tesouro com um valor total 1,25 mil milhões de euros.

Ainda de acordo com o banco central, os ativos em depósitos das administrações públicas aumentaram 1,2 milhões de euros, pelo que a dívida pública líquida de depósitos registou uma redução de 0,1 mil milhões de euros em relação ao mês anterior, totalizando os 227,7 mil milhões de euros, acrescenta.

Em fevereiro, a dívida pública tinha aumentado para 249,3 mil milhões de euros face aos 248 mil milhões registados em janeiro.