Desta vez já não há ministros a falar na expulsão da Grécia da Zona Euro. Na reunião do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker demonstrou confiança na aprovação do segundo pacote de resgate à Grécia, sublihnando que «ninguém» quer o país fora da Zona Euro.

Admitindo que o montante final do pacote de ajuda pode ainda sofrer alterações, o presidente do Eurogrupo advertiu que «não há tempo» para mais atrasos na questão grega.

O ministro das finanças grego parece concordar e garante que o povo helénico tem feito e continuará a fazer «os sacrifícios necessários para que o nosso país recupere o seu lugar na família europeia».

Venizelos disse ainda que as negociações com os seus homólogos da Zona Euro para desbloquear um segundo pacote de ajuda financeira à Grécia prosseguem «até ao último minuto».

«Até ao último minuto, as negociações continuam. Estão a ser discutidas questões técnicas, os parâmetros individuais estão a ser examinados e as preferências ou prioridades de parceiros institucionais ou de Estados-membros afetam o clima das negociações», disse Evangelos Venizelos.

Os ministros das Finanças da Zona Euro estão a avaliar esta segunda-feira, em Bruxelas, se a Grécia cumpre todos os requisitos exigidos para um segundo programa de assistência financeira, devendo acordar um novo pacote na ordem dos 130 mil milhões de euros.