O governo alemão mantém as reservas quanto a uma eventual emissão de dívida europeia, através dos chamados eurobonds e não alterará a sua posição na cimeira europeia da próxima semana, de acordo com o que foi anunciado esta quarta-feira.

«Há obstáculos económicos e jurídicos à introdução de eurobonds, e estas reservas continuarão a existir na próxima semana», disse osa jornalistas, em Berlim, o porta voz do executivo, Steffen Seibert.

O mesmo responsável lembrou ainda que a proposta de emissão de dívida europeia «já foi feita várias vezes, no passado, e não mudou nada» na recusa daquele Governo.
Redação / CPS