A taxa de desemprego aumentou, em fevereiro, para os 8,3% na zona euro e os 7,5% na União Europeia (UE) face ao período homólogo, mantendo-se estável na comparação em cadeia, segundo o Eurostat.

Na zona euro, a taxa de desemprego aumentou, na variação homóloga, de 7,3% para 8,3%, o que representa um número absoluto de 13,571 milhões de pessoas desempregadas.

Na UE, o desemprego subiu de 6,5% em fevereiro de 2020 para 7,5% no mesmo mês de 2021, para um total de 15,953 milhões de desempregados.

No que respeita ao desemprego dos jovens, a taxa fixou-se nos 17,3% na zona euro e nos 17,2% na UE, um aumento face aos, respetivamente, 15,4% e 15,0% homólogos, mas registando um ligeiro recuo na comparação com as taxas de janeiro: 17,4% em ambas as zonas.

Em fevereiro, havia 2,967 milhões de pessoas com menos de 25 anos desempregadas, das quais 2,394 milhões na zona euro.

/ MJC