O procurador adjunto no Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Aveiro informou esta segunda-feira que o interrogatório ao arguido do processo Face Oculta, Namércio Cunha, foi interrompido para jantar.

A inquirição, que recomeçará depois do jantar, terminará ainda hoje, mas as eventuais medidas de coacção a aplicar ao arguido só serão divulgadas terça-feira, disse o procurador aos jornalistas que se encontram à porta do TIC de Aveiro, cita a Lusa.

Dos vários arguidos do processo Face Oculta já interrogados, Namércio Cunha é o que leva um interrogatório mais longo, que já soma 12 horas.

Segundo a investigação, Namércio Cunha estabelecia a ponte entre o principal arguido, o empresário Manuel Godinho, e a Rede Eléctrica Nacional (REN), a empresa dirigida por José Penedos, outro arguido do processo.