A CP realizou 108 das 255 ligações ferroviárias que tinha programadas até às 08:00, devido à greve dos trabalhadores da empresa e da Infraestruturas de Portugal (IP), tendo sido suprimidos 147 comboios, segundo fonte oficial da empresa.

Os trabalhadores da CP - Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) cumprem esta sexta-feira um dia de greve, reivindicando aumentos salariais e um reforço das contratações.

De acordo com o balanço feito pela CP à Lusa, cerca das 08:20, dos 255 comboios programados, realizaram-se 108, foram suprimidos 147, dos quais 41 do serviço regional, nove de longo curso, 22 comboios urbanos do Porto e 75 urbanos de Lisboa.

Por sua vez, José Manuel Oliveira, da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans), disse à Lusa cerca das 08:00 que a greve registava até às 06:00 uma “forte adesão”.

Estamos a ter uma adesão muito elevada, superior a 90%. Estão apenas a ser cumpridos os serviços mínimos decretados pelo Tribunal Arbitral. Da lista não faziam parte os comboios de mercadorias, pelo que não se efetuou nenhum no turno da noite”, disse.

José Manuel Oliveira disse igualmente que as bilheteiras das estações de comboios estão encerradas.

Agora vão começar a entrar outros turnos e a perspetiva do sindicato é a de que será uma adesão semelhante ao do turno da noite”, disse.

A ausência de respostas da tutela esteve na origem da marcação desta greve, tendo a CP alertado para a ocorrência de “fortes perturbações” na circulação de comboios a nível nacional.

Na informação disponível no seu site (www.cp.pt) a empresa refere que o Tribunal Arbitral do Conselho Económico e Social decretou serviços mínimos que implicam a realização de cerca de 25% do total da oferta de comboios.

Também a Fertagus, que assegura a ligação ferroviária sobre a Ponte 25 de Abril, informou que a circulação será condicionada pela greve, já que estará limitada a 25% dos horários habituais.

Devido aos constrangimentos, a circulação de comboios entre as 09:43 e as 15:43 no sentido norte-sul e entre as 08:58 e as 14:58 no sentido sul-norte será suspensa.

Fora destes períodos, a circulação de comboios da Fertagus continuará com constrangimentos, pelo que se aconselha a consulta dos horários em www.fertagus.pt”, indica a empresa.

A Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans) e outras organizações sindicais convocaram para esta sexta-feira uma greve de trabalhadores da CP e da IP, tendo como principal reivindicação aumentos salariais.

A admissão de trabalhadores, a tomada de medidas para a "harmonização das regras de trabalho na CP e na IP" e "uma calendarização para a negociação da revisão da contratação coletiva" são outros dos pontos a que exigem resposta.

Agência Lusa / NM