«Se execução orçamental ficar entre 2,5% e 3% já será uma boa execução»