O ministro das Finanças, Mário Centeno, reafirmou hoje no Parlamento que as comissões de avaliação do Programa de Regularização Extrordinária dos Vínculos Precários do Estado (PREVPAP) já deram parecer favorável a 13.594 pedidos de trabalhadores.

Durante a apresentação da proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) na comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, em resposta à deputada do PCP, Rita Rato, Mário Centeno recordou o último balanço do PREVPAP.

Segundo disse, de 33.478 processos analisados, 13.594 já obtiveram pareceres favoráveis das comissões de avaliação bipartida e 11.712 já foram homologados.

O ministro explicou que os pareceres desfavoráveis devem-se sobretudo ao facto de os trabalhadores já terem "contratos permanentes".

Questionado sobre aumentos salariais na administração pública, Mário Centeno voltou a sublinhar que "já há uma valorização muito significativa no Orçamento do Estado e ela deve ser reconhecida" acrescentando que a valorização salarial "tem muitas facetas" e que o tema está em negociação com os sindicatos.

Foi muito clara a prioridade que demos", respondeu Mário Centeno, adiantando as medidas já tomadas como o fim dos cortes salariais ou o descongelamento de carreiras.

/ AR