Se tudo se mantiver como a esta hora no mercado de petróleo, os valores do gasóleo e da gasolina devem subir cerca de 3 a 4 cêntimos por litro na madrugada de segunda-feira.

O presidente da Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas, Apetro, António Comprido esteve na Economia 24 e, apesar de não querer revelar preços, até porque os comerciantes são livre na bomba de combustível, deixou algumas pistas sobre os aumentos da próxima semana.

Fechando três dias, que são os números que tenho neste momento, aponta para uma subida da cotação da gasolina e do gasóleo – da cotação do produto, não estou a falar do preço que o público vai pagar – na ordem dos 3 a 4 cêntimos. Se se vai manter no resto da semana - já fechou quinta-feira, mas ainda não tenho valores – e o que vai acontecer ao preço, dependerá também do funcionamento do mercado de retalho”, disse o presidente da Apetro

Certo é que os preços finais terão sempre que refletir o valor das cotações e não se espera alterações drásticas. Embora os preços de venda à saída da refinaria reflitam semanalmente a evolução das cotações médias do gasóleo e da gasolina no mercado europeu face à cotação média da semana anterior e as cotações dependam mais da procura verificada a cada momento para cada um destes produtos e da oferta disponibilizada pelas refinarias do que das cotações do Brent – petróleo que serve de base às nossas importações – o facto é que a tensão no Golfo Pérsico está longe de chegar ao fim.

No início desta semana o Preço Médio de Venda ao Público (PVP) da gasolina simples 95, no Continente, era de 1,477 euros, o valor mais baixo desde março.

O gasóleo simples, tinha no dia 16 de setembro um PVP de 1,360 euros por litro, valor mais alto desde maio.