Os combustíveis estão outra vez mais caros. A subida ainda não reflecte a escalada do petróleo desencadeada pelos conflitos nos países árabes, mas se a instabilidade no Médio Oriente continuar, os consumidores podem esperar novos aumentos.

Nas bombas tradicionais, os preços voltaram a subir cerca de dois cêntimos.

Na Galp e na Repsol, por exemplo, o litro de gasolina já vale mais de 1,54 euros e o gasóleo está a 1,39 euros.

O petróleo também não pára de aumentar. Está no valor mais alto desde Setembro de 2008.

Para piorar o cenário, os terminais petrolíferos da Líbia foram bloqueados esta terça-feira.

A informação é avançada pela Reuters, que cita fonte governamental italiana. Os mercados estão cada vez mais receosos com a escalada imparável dos conflitos no Norte de África.

Quanto podíamos poupar com preços de há dois anos?

A escalada de preços tem sido mesmo imparável. Mas conseguiríamos reter mais algum dinheiro nos bolsos se os preços praticados estivessem ao nível de 2009. Não foi há muito tempo.

Ao olharmos para o balanço de 2010 vemos que os portugueses gastaram 2,3 mil milhões de euros em gasolina e 6,7 mil milhões em gasóleo.

Mas se tivessem abastecido a mesma quantidade aos preços praticados no ano anterior, teriam poupado 232 milhões de euros no primeiro caso e 884 milhões no segundo. Nada mais, nada menos do que 1,1 mil milhões.
Redação / Joana Rodrigues, TVI