A gestora de redes de energia REN chegou a acordo para comprar 42,5% da operadora de gasodutos chilena Electrogas à ENEL Generacion Chile por 180 milhões de dólares (172,1 milhões de euros), anunciou a empresa.

A Electrogas detém um gasoduto na zona central do Chile com 165,6 km de comprimento.

Trata-se de um gasoduto de grande relevância no país, que liga o terminal de regaseificação de Quintero a Santiago, a capital e o maior centro populacional chileno, e a Valparaíso,um dos portos mais importantes do Chile", explicou a REN, em comunicado divulgado no site da CMVM.

A aquisição será concretizada através de uma sociedade do grupo REN e está sujeita a um conjunto de condições, entre as quais o não exercício do direito de preferência pelos demais acionistas da Electrogas.

"Esta transação, caso se venha a concretizar, constituirá um marco importante na internacionalização da REN e enquadra-se no plano estratégico aprovado pelo Conselho de Administração da REN para 2015-2018", segundo a REN.

A REN procura assim cumprir um dos seus objetivos de médio e longo prazo ao adquirir uma participação relevante num ativo enquadrado num dos setores onde detém ampla experiência e num país com uma economia estável e competitiva", acrescenta o comunicado.

Redação / ALM