reforma do setor das águas esta reforma é essencial para a coesão territorial e uma medida de combate ao despovoamento


O que muda?

Os cidadãos do interior norte verão reduzida a sua tarifa mensal em três euros, de imediato, e os do litoral norte terão um agravamento gradual ao longo dos próximos cinco anos, de 0,30 euros anuais.

Assim, o preço da água vai subir no grande Porto, Coimbra e costa do Estoril, e baixar em Trás-os-Montes e Alto Douro, Beira Interior e na região de Leiria. 

O Governo diz que as tarifas vão descer imediatamente em 3/4 dos Municípios envolvidos,subindo progressivamente em apenas um 1/4 das autarquias e ao longo de 5 anos, uma vez que com o esforço de racionalização e com as agregações será possível reduzir as tarifas em 13,26%, face à evolução tarifária prevista nas empresas a agregar até 2025.

Por exemplo, para os Municípios de Trás-os-Montes e Alto Douro que decidirem transferir totalmente o benefício da descida da tarifa em alta para o consumidor final, os seus munícipes poderão ver as suas faturas mensais de água diminuir em 3,1 euros já em 2015.







Descontentamento pode chegar aos tribunais












Os argumentos de quem está a favor