Os sindicatos que representam os trabalhadores dos transportes e comunicações reúnem-se esta quinta-feira, em Lisboa, para avaliar a semana de greves e decidir como vão «dar continuidade à luta» contra as medidas de austeridade do Governo.

O coordenador da Federação de Sindicatos dos Transportes (Fectrans), Amável Alves, disse à Lusa que não reunião desta quinta-feira, agendada para as 15h00, estarão sindicatos da CGTP, da UGT e independentes que convocaram as greves dos trabalhadores das empresas de transportes e comunicações que ocorreram na semana passada.

«Vamos analisar aquilo que foi a [semana de] luta. Vamos ver como é que vamos dar continuidade à luta dos trabalhadores de forma convergente», disse o sindicalista, referindo que «o descontentamento é elevado».

Amável Alves escusou-se, contudo, a adiantar as formas de protesto que poderão estar em discussão, afirmando que «tudo está em cima da mesa» e recordando que os trabalhadores já fizeram várias formas de luta, nomeadamente acções de rua, protestos junto aos ministérios e às empresas e greves.

Os sindicatos contestam os cortes salariais definidos pelo Governo, as alterações à contratação colectiva, as «ameaças de despedimentos» e as intenções de privatização das empresas públicas.

Na semana passada estiveram em greve os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa, da CP, da Refer, da Soflusa, da Transtejo e da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP), entre outras.