Os portugueses, em média no mês de maio, pagaram menos por mês ao banco, mas capital em dívida referente à compra de habitação, aumentou, segundo os dados revelados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

No mês em análise, o capital médio em dívida aumentou 124 euros, fixando-se em 54.010 euros. A prestação média desceu 10 euros, para 227 euros, mantendo a tendência de queda observada no mês anterior", diz INE.

Para os contratos celebrados nos últimos 3 meses, "o montante médio do capital em dívida foi 108.189 euros, mais 302 euros que em abril."

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação foi 0,903% em maio (0,947% no mês anterior). Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro desceu de 0,891% em abril para 0,845% em maio. 

Veja também: Moratória de crédito: 5 alterações que precisa conhecer se pediu ou vai pedir

Redação / ALM