O número de desempregados inscritos nos centros de emprego recuou em outubro 12,9% em termos homólogos e 2,1% face a setembro, segundo dados divulgados esta segunda-feira pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).

De acordo com o IEFP, no fim de outubro estavam registados nos Serviços de Emprego do Continente e Regiões Autónomas 351.667 desempregados, um número que representa 66,1% do total de 532.053 pedidos de emprego.

O total de desempregados registados no país ficou abaixo do verificado no mesmo mês de 2020 (-51.887 pessoas, o equivalente a uma quebra de 12,9%) e foi também inferior ao do mês anterior (-7.481 desempregados, uma queda de 2,1%).

“Este é o sétimo mês consecutivo de redução em cadeia do desemprego registado”, nota o IEFP.

Segundo o instituto, para a diminuição do desemprego registado face ao mês homólogo de 2020, na variação absoluta, “contribuíram, com destaque, os grupos dos indivíduos que estão inscritos há menos de um ano (-80.389), os indivíduos que procuram novo emprego (-52.039) e os com idade igual ou superior a 25 anos (-41.967)".

Análise a nível regional

A nível regional, no mês de outubro de 2021, o desemprego registado, em termos homólogos, diminuiu em todas as regiões, com destaque para o Algarve (-28,1%) e a região autónoma da Madeira (-19,3%).

Em relação ao mês anterior, à exceção do Algarve e do Alentejo (+6,1% e +2,4%, respetivamente), todas as restantes regiões apresentam decréscimos no desemprego.

Desemprego por setores profissionais

Em termos setoriais, o desemprego desceu em todos os setores em termos homólogos, à exceção do setor agrícola, que registou uma subida de 2,7% relativamente ao mês anterior.

No setor do alojamento, restauração e similares, registou-se uma redução de 0,7% em cadeia e de 25,6% em termos homólogos.

Considerando os grupos profissionais dos desempregados registados no continente, salientam-se os mais representativos, por ordem decrescente: ‘Trabalhadores não qualificados’ (24,4%); ‘Trabalhadores dos serviços pessoais, de proteção segurança e vendedores’ (21,3%); ‘Pessoal administrativo’ (11,9%) e ‘Especialistas das atividades intelectuais e científicas’ (11,7%).

Ao longo do mês de outubro de 2021, inscreveram-se nos serviços de emprego de todo o país 44.168 desempregados, um número inferior ao observado no mesmo mês de 2020 (-11.078; -20,1%) e em relação ao mês anterior (-4.798; -9,8%).

As ofertas de emprego recebidas ao longo deste mês totalizaram 12.889 em todo o país, número superior ao do mês homólogo de 2020 (+1.433; +12,5%) e inferior ao mês anterior (-1.526; -10,6%).

As colocações realizadas durante o mês de outubro de 2021 totalizaram 8.012 em todo o país. Segundo o IEFP, este número é superior ao verificado em igual período de 2020 (+1.038; +14,9%) e inferior ao mês anterior (-899; -10,1%).

/ NM