Muito dinheiro circulou pela capital portuguesa na semana passada, com cerca de 70 mil visitantes, de 159 nacionalidades, que vieram propositadamente a Lisboa para participar na Web Summit

Só nas redes Multibanco e ATM Express, as compras e levantamentos dispararam 20,5%, durante o evento, em comparação com o período em que decorreu o evento no ano passado.

Do total de compras, 48,5% foi dinheiro gasto em restauração e supermercados. Os transportes vem em segundo (cerca de 9%), seguidos do alojamento (menos de 8%) e compras relacionadas com moda (6,6%).

Os britânicos foram “os que mais operações efetuaram durante a Web Summit 2018”, lê-se num comunicado da SIBS. Seguiram-se os franceses, norte-americanos, espanhóis e alemães, conforme a infografia abaixo:

SIBS

Na edição de 2017, França surgia em primeiro, e só depois Reino Unido, EUA, Alemanha e Espanha, por esta ordem.

A TVI24 contactou a SIBS no sentido de perceber o valor absoluto transacionado. Na resposta, a empresa indicou que, por agora, os dados que tem para divulgar são apenas estes, percentuais.