O INE estima que a taxa de desemprego em abril seja semelhante à registada em março, ou seja, 9,8%, o valor mais baixo desde fevereiro de 2009. Segundo o boletim divulgado, esta terça-feira, em abril a estimativa é de que existiam 503,7 mil desempregados e 4 646,2 mil pessoas empregadas.

“A taxa de desemprego de março de 2017 situou-se em 9,8%, menos 0,1 pontos percentuais (p.p.) do que no mês anterior e menos 0,3 p.p. em relação a três meses antes. Aquele valor representa uma revisão nula face à estimativa provisória divulgada há um mês e constitui o valor mais baixo observado desde fevereiro de 2009 (9,7%)”, lê-se no boletim.

A população desempregada de março foi estimada em 503,6 mil pessoas, o que representa uma queda de 0,9% face a fevereiro (menos 4,7 mil pessoas), enquanto a população empregada foi estimada em 4.649,5 mil pessoas, tendo aumentado 0,4% (mais 18,1 mil pessoas) face ao mês anterior e 1,0% (44,1 mil) face a três meses antes (dezembro de 2016).

Confiança bate máximo de quase 20 anos

A confiança dos consumidores aumentou em maio e bateu um máximo desde novembro de 1997, mantendo "a trajetória positiva" iniciada desde 2013, e o clima económico também aumentou entre janeiro e maio, depois da queda no trimestre anterior.

O Instituto Nacional de Estatística refere que o indicador de confiança dos consumidores aumentou em maio, "prolongando a trajetória positiva" observada desde o início de 2013 e "atingindo o valor máximo da série iniciada em novembro de 1997".

Igualmente, o indicador de clima económico aumentou entre janeiro e maio, após ter diminuído nos três meses precedentes.