“Vamos ver-nos obrigados a conceder créditos de emergência à Grécia como medida de transição, para que os serviços públicos possam continuar a funcionar e as pessoas necessitadas recebam dinheiro. Para isso haveria dinheiro a curto prazo em Bruxelas.”




continuam divididos

é "terrorismo"

pode sair temporariamente

"A Grécia é um membro da zona euro, não há dúvidas disso. Quer seja com o euro ou temporariamente sem ele, só os gregos podem responder a esta questão. Mas é claro que não vamos deixar as pessoas penduradas."




“Há muita incerteza sobre o futuro da Grécia. Quero que a Grécia faça parte da zona euro e, por isso, espero um resultado positivo neste processo difícil”, disse Regling numa entrevista ao diário grego "Ekathimerini".