A taxa de desemprego jovem cresceu quatro vezes mais do que a média nacional no primeiro ano da pandemia.

Entre o primeiro trimestre de 2020 e de 2021, o crescimento da taxa de desemprego entre os jovens até aos 24 anos foi de 22,3% e entre os jovens até 34 anos foi de 24,7%, enquanto que a média nacional se fixou nos 5,9%.

De acordo com o Jornal de Notícias, Portugal tem menos 100 mil jovens empregados desde o início da pandemia e o número de inativos no país superou os 260 mil. 

A precariedade laboral antes da covid-19 é apontada como uma das principais razões do aumento do desemprego jovem e o Governo garante estar a preparar reforços no apoio à contratação.

Redação / CP