A companhia aérea norte-americana Delta anunciou hoje que vai triplicar a capacidade em Portugal, inaugurando duas novas rotas e transformando em permanente a ligação sazonal entre Lisboa e Nova Iorque.

Em conferência de imprensa, em Lisboa, Corneel Koster, vice-presidente sénior para a Europa, Médio Oriente, África e Índia, sublinhou que neste segundo ano de regresso da operação da transportadora aérea a Portugal se fortalece a oferta.

Num cenário económico e turístico próspero e no "salto de 30% no número de visitantes americanos em Portugal no ano passado", o responsável da companhia explicou que o aumento da capacidade em 216% (mais 7.400 lugares), na comparação homóloga, se deve à operação todo o ano entre Lisboa e Nova Iorque e ao início das ligações entre Lisboa e Atlanta e Ponta Delgada e Nova Iorque.

Koster não revelou números de vendas, mas indicou aos jornalistas que estão “dentro das expectativas” e que, relativamente a Atlanta, se registam valores “acima dos objetivos”.

Escusando-se a “especular” sobre se as novas rotas poderão tornar-se permanentes, o vice-presidente informou que as vendas para os Açores estão a ser feitas sobretudo nos Estados Unidos e que o objetivo é fazer chegar os passageiros “às paisagens naturais fantásticas”.

O mesmo responsável lembrou que a última ligação de uma companhia aérea norte-americana para os Açores ocorreu há cerca de 80 anos, pela então existente Pan American.

Questionado sobre eventuais dificuldades no aeroporto de Lisboa, apontado por diversas companhias como sobrelotado, o responsável da Delta notou que a companhia usa “outros aeroportos ‘hub’ (plataforma de ligação) saturados”.

“Estamos a crescer, temos conseguido receber ‘slots’ (períodos para movimento de aeronaves) para aumentar a operação”, referiu.