A Comissão do Mercado e Valores Mobiliários (CMVM) tem dúvidas sobre a relação do presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e José António dos Santos, maior acionista privado da SAD do clube, que terá ligações a vieira em vários negócios imobiliários.

A Oferta Pública de Aquisição foi lançada a 18 de novembro e, até agora, ainda não teve a luz verde da CMVM.

Em 2017, José António dos Santos investiu quase três milhões de euros em ações do clube da luz e, caso a operação receba o aval do regulador, pode acabar por lucrar mais de dez milhões de euros.

À TVI, o Benfica nega qualquer pedido de esclarecimento por parte da CMVM relativo a um possível conflito de interesses. Fonte dos encarnados afirma que as dúvidas colocadas pelo regulador são relativas às complexidades técnicas do processo, que, segundo a CMVM, é inédito em Portugal.

A concretizar-se a OPA, o Benfica, que já detém quase 67 por cento da SAD, elevará a sua participação para a quase totalidade do capital da SAD.

Mary Caiado